Páginas

26 de fevereiro de 2012

Ventilação Cruzada

Sentindo o vento que entra pela janela, lembro como é bom explorar da natureza o máximo de conforto para dentro da construção.
Em um projeto bioclimático, podemos explorar as condições de insolação, vegetação, materiais, cobertura e ventilação entre outros, e assim economizar em energia de modo significativo, minimizando ou até eliminando a utilização de ar condicionado, sistemas de aquecimentos elétricos e iluminação artificial. 


A ventilação cruzada é quando os vãos (janelas e portas) de um ambiente são colocados em paredes opostas ou adjacentes, no sentido dos ventos locais permitindo a entrada e saída do ar. Traz higienização dos ambientes através da renovação do ar, e diminuição da temperatura no interior dos ambientes.


Me recordo do meu primeiro projeto residencial, em um bairro da zona oeste no Rio de Janeiro, onde no verão a temperatura chega fácil aos 39 graus. Com um pé direito alto, telhado em fechamento quase perpendicular e com abertura de janelas em direções opostas, este projeto além fornecer uma ventilação cruzada, o ar quente subia por conta da altura e trazia um frescor adorável para dentro da casa. Bem parecido com o exemplo abaixo.



Um projeto visando o conforto climático através da ventilação cruzada faz diferença. Aproveitar o que a natureza tem para nos oferecer e trazer para dentro da construção, nos concientiza um pouco mais sobre a arquitetura sustentável.
Beijos da Cris.











Fonte: Imagens do Google

4 comentários:

  1. Cris!!!
    Não entendi a abertura no nível do chão, na situação de verão. Vou fazer minha casa e estou interessada no sistema de ventilação cruzada. Minha cidade é muito quente e possui pouca vento, logo terei que usar todos os recursos. Moro em Santa Fé do Sul/SP

    ResponderExcluir